Prontuário eletrônico pré e pós operatório
bariatrica
Procedimentos
Hrnia Umbilical


A hérnia umbilical é caracterizada por um estufamento no umbigo ou a sua volta, que é formado por gordura ou por uma parte do intestino delgado ou grosso que conseguiu atravessar o músculo do abdômen, devido ao aumento da pressão abdominal, em casos de excesso de peso, por exemplo.


Geralmente, a hérnia umbilical dói e pode provocar náuseas e vômitos, especialmente quando se faz algum tipo de esforço, como levantar uma caixa pesada ou abaixar para pegar um objeto do chão.


A hérnia umbilical no adulto deve ser tratada com cirurgia o mais rápido possível para evitar complicações, como infecção do intestino. No entanto, ela é mais comum em bebês e, nestes casos, não é necessário tratamento específico. Pode se esperar um período e depois decidir pela cirurgia.

 


Os Sintomas da Hérnia Umbilical 


  • Saliência na região do umbigo;
  • Dor na região do umbigo;
  • Pequenos caroços que são palpáveis quando a pessoa está de pé, mas que somem quando ela deita;
  • Pode haver náuseas e vômitos.

 

A hérnia umbilical não é uma situação grave, mas requer algum cuidado, pois a hérnia é um pedacinho do intestino que está mal localizado. Algumas vezes podem surgir complicações graves como hérnia estrangulada que é o resultado do aprisionamento do intestino na hérnia e que impede o seu retorno para o abdômen, causando a morte do tecido que forma o intestino.


Alguns sintomas da hérnia umbilical estrangulada são náuseas, vômitos, perda de apetite e barriga inchada.

 


Hérnia Umbilical no Bebê


A hérnia umbilical no bebê é uma situação frequente que não provoca dor nem é perigoso para a saúde do bebê, desaparecendo durante o primeiro ano de vida, sem necessitar de cirurgia.


Normalmente, o tratamento da hérnia umbilical em bebês pode ser feito colocando um esparadrapo ou uma cinta para pressionar o umbigo para dentro da cavidade abdominal. Porém, caso a hérnia umbilical seja muito grande ou não desapareça até os 5 anos, o pediatra pode recomendar o uso de cirurgia para resolver o problema.

 


Hérnia Umbilical na Gravidez


A hérnia umbilical na gravidez é mais comum nas mulheres que tiveram hérnia quando eram crianças, uma vez que o aumento da pressão dentro da barriga da gestante faz com que surja uma abertura no músculo abdominal, que já estava fragilizado, permitindo que uma pequena porção crie um estufamento.


Geralmente, a hérnia umbilical não é perigosa para o bebê, não afeta a saúde da mãe e não dificulta o trabalho de parto.


Dependendo do tamanho da hérnia, o médico cirurgião geral ou cirurgião abdominal poderá indicar o uso de uma cinta durante a gravidez e irá avaliar a possibilidade de fazer a cirurgia para reparação da hérnia umbilical após o parto ou junto à cesárea.

 


Tratamento da Hérnia Umbilical

 

O tratamento para a hérnia umbilical em adultos é sempre a cirurgia, que pode ser feita através de um corte na região abdominal ou por laparoscopia. Em alguns casos pode ser deixada uma rede de proteção no local da cirurgia, para impedir que a hérnia volte.

 

A recuperação da cirurgia para hérnia umbilical dura cerca de 1 mês e durante esse período são recomendados alguns cuidados, como:

 

  • Não ir ao trabalho, ficando de repouso em casa por 20 dias;
  • Evitar pegar em objetos mais pesados que uma caixa de leite;
  • Colocar a mão ou um travesseiro sobre os pontos quando tossir.

 

Além disso, usar uma cinta pode ajudar a obter maior conforto. Pode-se comprar esta cinta para hérnia umbilical em lojas de produtos hospitalares ou pela internet.

 



desenvolvido por:
ENDOCAD - Centro de Endoscopia e Cirurgia do Aparelho Digestivo
© 2021.Todos os direitos reservados.